Heading

COMUNICAR

www.expocomunica.com.pt


Os caminhos da Comunicação sempre foram de abertura e desafio: na descoberta do Outro, esteja ele ao pé da porta ou nos confins da galáxia, ou nas invenções tecnológicas que permitem sempre chegar mais longe e mais depressa.

O mesmo se pretende com esta exposição que o convidamos a visitar: contribuir para a reflexão sobre um tema tão central no mundo em que vivemos e na vida de cada um de nós.


ESTRUTURA DA EXPOSIÇÃO


1. Alfândega - Casa da Comunicação

Neste primeiro núcleo aborda-se a Alfândega do Porto enquanto metáfora da comunicação, num duplo sentido: as ligações que possibilitou entre a cidade e a região e outros pontos do mundo; mas também as barreiras que introduz a essa mesma comunicação (através da aplicação de tarifas à entrada e saída de mercadorias e das medidas de vigilância que previne o contrabando).

símbolos do Código Universal de Indentificação de Cores correspondente à cor castanha



2. Sentidos alerta

Núcleo dedicado à exploração dos mecanismos naturais da comunicação, isto é, aos cinco sentidos do corpo humano (audição, olfato, tato, paladar e visão), assim como a outras formas de comunicação entre os vários seres vivos. Este núcleo inclui, entre outros, um espaço imersivo, jogos interativos, bem como uma oficina (para grupos) intitulada "É mesmo ciência?" que se estrutura como um laboratório em que se explora a importância da comunicação para o desenvolvimento científico. Integra ainda uma "Máquina de Comunicar", um enorme zeppelin que reage à interação com o público.

símbolos do Código Universal de Indentificação de Cores correspondente à cor azul escuro e azul claro



3. A Mensagem

A evolução das diversas formas e códigos da comunicação (antes e depois da escrita), bem como a sua importância individual e coletiva, ao longo dos tempos, constitui o objeto central deste núcleo. Aborda-se: os vários códigos para comunicar (o morse, o braille, a língua gestual, a sinalização rodoviária, o ColorADD – código para daltónicos, a cartografia, o código de bandeiras ou a música), a linguagem corporal; a palavra (dita e interdita) e a língua (os diários, os poemas, a censura, o projeto "7 bilhões de Outros"); os códigos secretos; o poder da imagem. São simultaneamente considerados os processos e mecanismos que criam dificuldades e barreiras a esta mesma comunicação (as línguas e seus códigos; a Carta de Pero Vaz de Caminha).

símbolos do Código Universal de Indentificação de Cores correspondente à cor roxo escuro e azul claro



4. Os Mensageiros

Núcleo dedicado à evolução e exploração das principais tecnologias associadas aos diversos meios de comunicação. Haverá a possibilidade do visitante experimentar e interagir com diferentes suportes comunicacionais. Este núcleo inclui cápsulas do tempo em que se apresentam várias ferramentas que permitem ampliar e amplificar a comunicação, bem como informação relativa à evolução dos meios e tecnologias de informação e comunicação. Integra ainda um espaço de videoconferência e duas oficinas (para grupos): "Falando na Rádio" e "Dentro da TV", que permitem experienciar a realização de um programa de rádio ou de televisão.

símbolos do Código Universal de Indentificação de Cores correspondente à cor verde escuro e azul claro



5. Bacia do Douro: Bacia Física e Hidrográfica, mas também Bacia Cultural

Entendendo-se a Bacia do Douro enquanto bacia física, hidrográfica e cultural, são abordadas na exposição as ligações do Porto e do seu Centro Histórico Património da Humanidade com outros nove bens classificados pela UNESCO que se encontram localizados ao longo do Douro, da nascente até à foz (Centro Histórico de Guimarães, Alto Douro Vinhateiro, Sítios de Arte Rupestre do Vale do Côa e Siega Verde, Centro Histórico de Ávila, Centro Histórico de Salamanca, Centro Histórico de Segóvia, Catedral de Burgos, Assentamento Palentológico de Atapuerca e Las Medulas).

símbolos do Código Universal de Indentificação de Cores correspondente à cor laranja




Iniciativa e Co-Financiamento © Arquivo AMTC
Parceiros © Arquivo AMTC
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Fotografia © Egídio Santos
Planta da Exposição © Arquivo AMTC
Planta da Exposição © Arquivo AMTC
Scroll