Heading

História

Localizado na margem direita do rio Douro, junto à zona histórica da cidade do Porto, reconhecida pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade, o Museu dos Transportes e Comunicações (MTC) ocupa o histórico edifício da Alfândega Nova do Porto.

Emblemático na cidade e referência arquitetónica e patrimonial, este edifício do século XIX conta com uma área de 36.800 m2, abrindo-se simultaneamente para a cidade do Porto e para o rio Douro, numa localização privilegiada que, a somar à sua monumentalidade, lhe confere particular notoriedade entre os espaços públicos da região. A proximidade à zona da Ribeira, ao Palácio da Bolsa, às centenárias pontes Luís I e D. Maria (esta construída por G. Eiffel), entre outros monumentos, inscrevem o Museu nos percursos turísticos obrigatórios da cidade.

O projeto de requalificação deste histórico Edifício decorre, desde 1993, com orientação do Arquiteto Eduardo Souto de Moura (Prémio Pritzker 2011). Norteia-se pela instalação dos equipamentos exigidos por um moderno espaço cultural multifacetado e polivalente, mas preocupando-se com a valorização de todos os elementos que distinguem a arquitetura característica de um espaço alfandegário e dos seus significados.

O Museu tem por missão a preservação e valorização da memória do Edifício da Alfândega Nova. Tem também como missão melhorar e difundir o conhecimento sobre o papel dos transportes e comunicações na evolução da sociedade moderna. A salvaguarda do património é assim entendida não só ao nível dos conteúdos como também ao nível do contentor, um exemplo único do património edificado da cidade.

O Museu aposta na construção de projetos expositivos relevantes para os mais diversos públicos e que os cativem para momentos de provocação, conhecimento e reflexão. A sua ação alicerça-se numa postura de acessibilidade e inclusividade, através de múltiplas estratégias de mediação cultural: visitas autónomas, visitas guiadas, oficinas, percursos exploratórios dos espaços interiores e exteriores do Edifício, entre outras.
Se considerarmos o período 1998-2018, a atividade do Museu foi usufruída por cerca de um milhão de visitantes.

O Museu integra diversas redes de museus a nível nacional (Rede Portuguesa de Museus, MC²P, BAD – Bibliotecas, Arquivos e Documentação), bem como associações internacionais (IACM, IATM e ICOM) e foi um dos museus finalistas ao prémio de melhor Museu Europeu em 2014 (EMYA European Museum of the Year). O trabalho de mediação com os seus diversos públicos foi igualmente distinguido pela Menção Honrosa atribuída no contexto do V Prémio Ibero-Americano de Educação e Museus também em 2014.

 

Edifício da Alfândega © Arquivo AMTC
Edifício da Alfândega © Arquivo AMTC
Edifício da Alfândega, vista rio Douro © Arquivo AMTC
Edifício da Alfândega, vista rio Douro © Arquivo AMTC
Edifício da Alfândega e Freguesia de Miragaia © Portfólio de Villorejo
Edifício da Alfândega e Freguesia de Miragaia © Portfólio de Villorejo
Sala do Arquivo © Arquivo AMTC
Sala do Arquivo © Arquivo AMTC
Visita Dia Nacional Centros Históricos © Arquivo AMTC
Visita Dia Nacional Centros Históricos © Arquivo AMTC
Visita Dia Nacional Centros Históricos © Arquivo AMTC
Visita Dia Nacional Centros Históricos © Arquivo AMTC
Scroll