Heading

Metamorfose de um Lugar

Edificado na segunda metade do século XIX, o edifício da Alfândega Nova do Porto foi projetado pelo arquiteto francês Jean Colson, na sequência do forte dinamismo mercantil que então caraterizava o Porto, centrado nas margens do Douro.

Num espaço nobre do segundo piso do edifício, com forte ligação visual ao Douro, encontramos a exposição Metamorfose de um Lugar – Museu das Alfândegas que guarda a memória de rotinas, de sons e vivências do quotidiano da Alfândega. Através de imagens, documentos bibliográficos, peças de mobiliário e instrumentos de trabalho (do escritório aos armazéns, dos barcos ao cais), descobrimos um tempo em que o negócio se legitimava pelo poder da imposição do selo.

Aqui também se pode observar a alteração do lugar e os seus novos usos: de antiga Alfândega a atual Museu e Centro de Congressos.

Junto à exposição, a Biblioteca do Museu da Alfândega disponibiliza os recursos de informação existentes nas áreas da memória aduaneira, dos transportes e das comunicações.

Esta visita pode ser complementada com o Percurso Interpretativo ao Edifício.


 
Exposição Metamorfose de um Lugar © António Chaves
Exposição Metamorfose de um Lugar © António Chaves
Exposição Metamorfose de um Lugar © António Chaves
Exposição Metamorfose de um Lugar © António Chaves
Exposição Metamorfose de um Lugar © Arquivo AMTC
Exposição Metamorfose de um Lugar © Arquivo AMTC
Boné de remador, com inscrição 'Alfândega do Porto' © Ivo Canelas
Boné de remador, com inscrição 'Alfândega do Porto' © Ivo Canelas
Binóculo prismático com bolsa de couro © Ivo Canelas
Binóculo prismático com bolsa de couro © Ivo Canelas
Scroll