Heading

Boné dos carregadores dos armazéns

Quantos rostos deram vida à Alfândega Nova?

18 de julho de 2020
Boné dos carregadores dos armazéns
©Arquivo AMTC
Na construção da Alfândega, houve momentos em que o número de operários ultrapassava o milhar em laboração.
Após a entrada em funcionamento dos primeiros serviços aduaneiros nos novos espaços, em 1869, o sistema alfandegário, foi um dos organismos com maior capacidade de gerar emprego na burocracia estatal, quer pelo número de funcionários que ocupava, quer pelos postos de trabalho que criava a montante e a jusante e pelas conexões com outros serviços, em especial os transportes.

Dos funcionários da Alfândega que vivenciaram este espaço ficaram alguns registos, bilhetes de identidade, marcas de fardamento, entre muitos outros artefactos.

Em sua homenagem destacamos um boné em fazenda cinzenta, com insígnia e pala plástica utilizado pelos carregadores dos armazéns até 1974 e depois utilizado pelos funcionários do tráfego.

Objetos que são testemunho dos que ajudaram a construir a história da Alfândega!

Adicionar comentário

Scroll